Pesquisa personalizada

Na tv brasileira quase nada se cria e quase tudo se copia

14:38 Postado por Leandro Lima

Programas de Tvs estrangeiros fazem sucesso na televisão brasileira

Há muito tempo os programas de televisão e filmes idealizados no exterior, principalmente os norte-americanos sempre conquistaram grandes audiências nas telinhas e telonas do nosso país.

O seriado mexicano Chaves da Televisa é exibido há décadas pelo SBT. Já fez parte da infância de muitas pessoas – inclusive da minha – e continua cativando crianças e adultos nos dias atuais. Por este motivo, incomoda até outras emissoras que tem sua audiência diminuída devido a turma do Chaves, Chiquinha e cia.

Que o diga Ana Maria Braga, que perdia a audiência em meados de 1999. Para se ter uma ideia, até o programa esportivo Globo Esporte já perdeu nos índices do ibope para o seriado mexicano.

Atualmente os programas de tv criados no exterior está cada vez mais presente na programação brasileira. Quando a Rede Globo comprou os direitos de transmissão e produção do Big Brother, as outras emissoras tupiniquins não perderam tempo: investiram e adquiriram enlatados gringos fazendo com que surgissem programas como Casa dos Artistas, Ídolos, Astros e recentemente A Fazenda.

Não são somente os Reality Shows que fazem sucesso. Um exemplo disto é o programa jornalístico “Custe o que Custar”, criado na Argentina em 1995 com o nome “Caiga Quien Caiga”, além dos seriados para diversos gostos exibidos nas emissoras nacionais.

Não conheço a grade de programação de todas as emissoras que reproduzem as atrações estrangeiras no Brasil, mas nem a nossa Tv Brasil escapou, pois há diversos documentários da inglesa BBC e outras produções francesas.

A influência na programação da televisão brasileira é tamanha que até programas de entrevistas, como o do Jô Soares são cópias do norte-americano David Letterman exibido pela CBS. E olha que já compramos até novelas do México, um de nossos principais produtos televisivos de exportação.

Diante deste cenário, o que poderíamos fazer para melhorar e incentivar as produções nacionais, aproveitando a chegada do sistema da tv digital? Deixe seu comentário.

2 comentários:

  1. Fe disse...

    Acho que falta criatividade,um pouco de preguiça e o fator financeiro também influencia. Eles seguem a lógica de que se um produto já foi testado e obteve sucesso é mais fácil reproduzir o modelo do que testar novas formulas que podem ou não ter sucesso. Mais nem tudo está perdido, o canal Futura por exemplo tem vários programas legais, mais que tem como alvo o público da tv fechada. A tv aberta nivela o gosto do público sempre muito por baixo, o que também dificulta a mudança. A maior prova disto é o tempo em que o Faustão está no ar. Mas se serve de consolo têm muita coisa ruim na tv a cabo também!

  2. Fernanda Freitas disse...

    Recentemente a Oi, lançou o concurso Oi Jovens produtores, onde alunos de Comunicação das faculdades poderiam escrever projetos de programas inéditos. Como nada no mundo capitalista é coincidência, existe rumores que a dita empresa, deseja lançar um canal a cabo. Porque as emissoras existentes não seguem a mesma linha?! Seria mais dentro da realidade consumir "carne fresta" a enlatados. Mas que tubarão vai arriscar?! Então, segue a programação azeda de todos os dias.

Postar um comentário